Boa sorte

Comendo chocolate, derretendo pelos olhos, tramando no coraçao o ensaio de uma decisao importante. Para qualquer mal entendedor, qualquer um que chegue de soslaio, eu nao teria uma decisao importante a tomar e, sim, mais um drama adolescente. No entanto nao. Nao eh apenas um drama adolescente, porque nao sao dois namoradinhos quaisquer, sao duas reais possibilidades do futuro. Ambos tem uma historia e um jeito especifico de se configurar como um relacionamento que realmente dure, mas a indecisao me doi e o fato de, talvez pela primeira vez na vida, nao saber o que fazer me desespera.

Tudo o que eu quero eh minha independencia afinal de contas. Nao, meu objetivo de vida nao eh ter uma marido e uma familia, eh ser independente, fazer o que quero, gastar o que for meu, mas me apego na ideia de ter alguem do meu lado, porque sei que tenho meus furos que precisam para de vasar.

Tranquei minha boca e minha vagina tambem, agora sao coisas que so a mim pertencem… Ninguem decide sobre, e ninguem influencia. Minhas coisas, meu espaço, minhas decisoes.

E sobre a indecisao: Nunca fui de trocar o certo pelo duvidoso, mas nao me lembro os resultados disso pra fazer uma equaçao. Me desejo boa sorte.

Anúncios

Teoria das Possibilidades Futurísticas

(ontem)Hoje descobri que o ultimo post… Bom, digamos que foi respondido divinamente. Conversei com Bobassauro e a conversa tomou um rumo que eu não poderia imaginar, começou quando ele disse:

-Fui naquela reunião que te falei, nem acredito, tina um monte de guria bonita la.

-Esses dias tinha uma guria, muito linda, la na sua casa, você ate tomou um sorvete com ela haha (referindo a mim mesma, porque eu sou, de fato, linda e cheirosa).

-Ja peguei kkkkkkkk.

-Nossa, mas não pega mais uhuuuull.

-Ela não quis namorar comigo, fazer o que ne.

-Você nunca pediu pra ela, você nunca gostou dela, para de fala bobagem.

-Nunca gostei? Ela falava que só queria curtir.

-Mentira, você que falava, que estava gostando de outras mulheres ate.

-Eeeu? Nao lembro disso.

-Uma vez te perguntei se você gostava de mim, e você falou que não.

-Mudemos de assunto, você ta bem hoje, ta ótima, muito melhor do que se estivesse comigo

-Você mentiu pra mim.

-Como?

-Eu amava você droga, e você falava o tempo todo de outras gurias que voce estava gostando.

-Acho que eu tava perdido nessa época, ainda bem que as coisas se ajeitaram.

-Vai se ferra, comi bosta de cabrita nessa época.

-Vacilei mesmo.

-Porque eu tinha certeza que você não gostava de mim, e eu morrendo de amor por você, arrgh.

-Passou?

-Sabe o que eh pior? Eu não sei se passou, aah que vontade de te matar, por que você fez isso comigo?

-Nao sei, de verdade, desculpa.

– Sinto muito, mas dessa vez não vou te desculpar… Tem um pântano no fundo do meu coração que não sabe o que sente por você, e eu descubro que foi a toa.

– Entendi, então vou me afastar, mas eh o que eu disse: Faca dar certo seu namoro.

-Nao, você não vai se afastar porque você se afastou uma vez,e não mudou nada.

– Se for pra ter sentimento ruim eu me afasto sim.

-Você ter sentimento ruim?

-Nao, você.

-Ta tudo bem, porque eu não tenho sentimento ruim, eu sei me controlar, enfim, mudemos de assunto.

E a conversa tomou outro rumo… o que se passou pela minha cabeça nao cabe aqui, tudo o que aconteceu… porque ele nao foi homem pra falar… Queria realmente me matar… Ou matar ele.

 

Minha doença

Eu sofro de um problema serio de me apaixonar por caras com os quais eu sonho. Não sei o nome dessa doença. E tambem nem quero saber, so queria que parasse, porque essa noite sonhei nao sonhei com meu namorado, e sim com melhor amigo, o qual fui apaixonada por um tempo, odeio admitir isso.  Conversamos muito ontem a tarde, sempre conversamos muito, sobre tudo. E, as vezes, um sonho eh tudo que eu preciso pra voltar a gostar dele. Nao quero isso. Quero me apaixonar todos os dias pela mesma pessoa: meu namorado. Mas realmente, hoje foi um dia dificil, porque nao acordei pensando nele e, talvez, eu raramente acorde pensando nele. Acordei pensando no Bobassauro**, o que acontece com uma certa frequencia. Nao sei o que fazer.

Eu sinto que eu estou estacionada: Bobassauro nao gosta de mim e nunca vai gostar, mas eu gosto dele bem la no pantano do meu coracao e talvez isso nunca vai acabar.

Eu prometi ao Supercombo* que nunca o deixaria, que nunca o trocaria por ninguem, e isso estava sendo facil, mas agora nao esta sendo mais. Queria beber e desmaiar e vomitar e me acabar, so pra nao pensar em ninguem, mas eu sei que isso nao adianta pra mim. Eu estou realmente perdida.

Ontem conversando por mensagens com o Bobassauro contei uma historinha para ele. Estavamos conversando sobre uma amiga nossa ter ficado gravida:

-Eu realmente entendo ela, imagino o que se passa na cabeça

-Ah, todo mundo sabe um pouco de como eh isso

-Bom, teve uma vez que fiz um teste e deu positivo, fiz outro e deu positivo de novo, uma semana depois aconteceu um negocio estranho, e quando fiz de novo o teste deu negativo. Abortei.

-Misericordia de Deus na sua vida

Ele comecou a falar de outra menina que tem filho, e eu disse:

-Se eu te falar que o aconteceu foi quando eu tava com voce?

-Serio?

-Misericordia de Deus na sua vida hahaha

-Eh serio isso? Aquela vez?

-Nao te contei porque voce ia me encher o saco, e agora ja ta tudo resolvido.

-Caracas… nem sei o que falar

-Faz tempo, esquece isso

– Mas foi gostoso kkkkkk

– Voce eh nojento

-Eu nao, eita saudaade

Depois de eu tentar desviar o assunto ele retorna:

-Eu ia casar com voce se voce tivesse ficado gravida, to pensando nisso

Repeti varias vezes que isso nao aconteceria, porque eu nao ia casar com ninguem por obrigacao da casualidade. Eu continuou ensaiando a possibilidade, falando como ia dar tudo certo, como a gente se daria bem. Eu ja sabia de tudo aquilo, porque eu ja havia ensaiado tudo na minha cabeca umas mil vezes, antes.

Queria ter tido a oportunidade de tentar. Nunca tive. Eu nunca fui a garota que ele levou ao cinema, que ele saiu varias vezes pra conhecer melhor, a garota de quem ele falava pros amigos, ele nunca me viu como mulher, talvez nas vezes que se deitou comigo, mas ali ele nao me viu como alguem importante, so como mais uma garotinha que ele conseguiu enrolar.

Por que eu gostei dele? Eh a pergunta que algumas pessoas me fazem, mas elas nao sabem o cuidado todo que ele teve comigo, e o tanto que ele acreditou em alguem como eu, que ninguem apostava nada. Mas nada disso vai acontecer e eu vou passar a vida toda me perguntando -Como teria sido?

 

*Supercombo: nome artificial do meu namorado

**Bobassauro: nome artificial do meu melhor amigo

Ate minha proxima crise.. xoxo

Dying again

Minha depressão parece estar voltando, parece que ter a vida perfeita não é o suficiente. Eu fico catatônica durante horas, se posso. Não quero conversar, não quero ouvir, não quero viver. Não quero acordar.
Tudo embaça minha vista, meus ouvidos, não estou interessada em você, não me interesso pelo que voce esta falando, fique quieto. Por favor, pare.
Se afastem de mim, e me deixem em paz.

Pais sendo pais

Meus pais foram me buscar na faculdade pelas 9 da noite, passamos na frente do Escobar, um bar perto da faculdade, e então vi alguns cinco amigos meus saindo de lá, em meio a gargalhadas, pareciam que estavam “altos” ja. Então meu pai abre a boca-o que às vezes deveria acontecer com menos freqüência eu penso- e solta:
– Sera que quando nós éramos jovens nós éramos doidos assim? Esses cabelos, essas roupas?
– Não éramos não -disse minha mãe.
Eu ficaria quieta, pois acadêmicos de artes visuais não são lá um exemplo de normalidade, no entanto, olhei de volta para a turma que já havia ficado  um pouco pra trás e o único cabelo diferente era o de uma menina… Negra… Que, assumindo sua identidade natural, tinha um lindo black power.
– Mas pai, o único cabelo diferente ali é um black power.
Quase falando por cima- Pra gente é diferente filha, na nossa época não tinha internet, essas coisas, esses ídolos que tem hoje em dia…(conversa longa que não quis nem retrucar porque ele ia se justificar de novo). Enfim… Não suporto a hipocrisia deles…

My life is Awkward

Como relatei no meu ultimo post, tudo estava perfeito demais, assim como em uma série que estou assistindo e a menina tem uma vida bem parecida com a minha: Awkward. A serie conta a história de Jenna Hamilton, que em determinado ponto da história esta com dois caras na cabeça: o que ela se apaixonou primeiro e era um tanto imperfeito e o outro que era o melhor namorado do mundo (spoiler)… E ela nao sabe qual escolher, mas o bizarro é: eu sabia escolher por ela, eu sabia que ela deveria ficar com o cara por quem ela era apaixonada e não pelo que parecia o sonho dela, porque algumas coisas são melhores que os nossos sonhos, e às vezes são as imperfeições que fazem a diferença. Enfim, até a então temporada ela esta com o cara que eu disse que ela devia ficar, porque eu sabia que era o que ela realmente queria. E o que eu quero?
Eu quero o namorado que eu amo, que me faz sentir bem, que é tudo que eu sempre sonhei e nunca imaginei que fosse ter (talvez eu ‘imaginasse’),mas ao mesmo tempo, eu me pergunto porque os pegas sem compromisso ainda atraem meus olhos. Não, eu nunca trairia ele! Mas eu queria ter olhos so pra ele, faria mais sentido.
Btw, parece que ele é meu Jake e, portanto, um Matty deve existir, mas o Matty é minha solteirice, é minha vontade de fazer tudo. Ela escolheu o Marty, mas eu já fui longe demais nisso, não posso voltar atrás, vou tentar  dar o meu melhor para darmos certo, mas sei que a cada rara discussão boba, eu tento fazer disso motivo para um término, o que eu não quero.
Eu só não sei o que fazer com um relacionamento perfeito, mas sera que é patológico nesse nível??
Vamos amadurecer né, OK

Até breve :*

mundo paralelo

Sim, eu estou em um mundo paralelo, onde tudo na minha vida esta certo e eu não tenho problemas… O que não combina muito comigo. Depois de algumas historias um pouco trágicas desde que resolvi começar e namorar, ficar com meninos e tudo mais, encontrei o namorado perfeito. Não brigamos, ele cuida de mim, muito bom em tudo que faz 😏.. Ele tem muitas qualidades, mas o que acontece é que eu passei longas semanas tentando me obrigar a me apaixonar por ele.

E isso foi um problema… Agora eu amo ele e tudo mais, mas eu realmente me pergunto se eu fiz certo. Muitas coisas aconteceram… So queria ter certeza do futuro, ter um mapinha pra seguir, odeio inventar minhas escolhas.